Cuité Ontem

“A Fundação de Cuité”



Segundo historiadores, foi no dia 17 de julho de 1768, que Caetano Dantas Correia e sua esposa Josefa de Araújo fizeram a doação de meia légua de terra na então chamada Serra de Cuité para a construção da Capela de Nossa Senhora das Mercês. Este documento é considerado a Certidão de Batismo de Cuité, pois foi através da capela que começou o povoamento da região. Alguns monumentos e documentos reafirmam a data de 17 de julho como a data de fundação do município de Cuité, a exemplo do monumento encontrado na Praça Cônego José de Barros, ao lado da Igreja Matriz, em homengaem a passagem do Bicentenário do Município de Cuité, bem como a Lei Municipal nº 729/2008, de 06 de agosto de 2008, que declara feriado o dia 17 de julho, tendo como base relatos de historiados locais que afirmam ser a data de fundação do território de Cuité.

Logo abaixo, transcrevo alguns dados sobre a história da fundação de Cuité:

Em 1704, foi doada a primeira sesmaria do lugar, solicitada pelo Conde de Alvor Na mesma época, Caetano Dantas Correia recebeu a data Lagoa do Cuité. Acompanhado do seu irmão Simplício Dantas Correia, iniciaram a povoação e construíram a capela Nossa Senhora das Mercês, ficando a mesma subordinada à freguesia de Caicó, no Rio Grande do Norte, até 1801.

O progresso, para a época, foi rápido. Em 1800 ou 1827, como afirmam alguns autores, Cuité foi elevado à categoria de Distrito, passando em 1854, à condição de Município. Sua elevação à Comarca data de 1872, mas o benefício foi suprimido em 1891 sendo restabelecido, em 1900. Quatro anos depois o Município e a Comarca de Cuité, foram anexados ao Município de Picuí, com o nome de Serra do Cuité. Assim permaneceu, até 1936, quando restaurada sua autonomia administrativa, desmembrou-se definitivamente de Picuí formando dois distritos, o da Sede e o de Barra de Santa Rosa. Em 1938, o Município teve seu nome simplificado para Cuité.
Gentílico: cutieense
Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Cuitê, em 1800 ou em 15-10-1827.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Cuitê, figura no município de Picuí.
Assim permanecendo em divisão territorial administrativa referente ao ano de 1933.


Elevado à categoria de município com a denominação de Serra do Cuitê, pela lei estadual nº 99 de 18-12-1936, desmembrado de Picuí. Sede na povoação de Serra do Cuitê.

Constituído de 2 distritos: Serra do Cuité e Barra da Santa Rosa, criado pela mesma lei que criou o município. Instalado em 25.01-1937.


Pelo decreto lei estadual nº 1164, de 15-11-1938, o município de Serra do Cuité passou a denominar-se simplesmente Cuité e o distrito de Barra de Santa Rosa a denominar-se Santa Rosa.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município aparece constituído de 2 distritos: Cuité e Santa Rosa ex-Barra Santa Rosa.
Pelo decreto-lei estadual nº 520, de 31-12-1943, o distrito de Santa Rosa volta a denominar-se Barra de Santa Rosa.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 2 distritos: Cuité e Barra de Santa Rosa ex-Santa Rosa.
Pela lei estadual nº 1183, de 29-03-1955, é criado o distrito de Nova Floresta ex-povoado e anexado ao município de Cuité.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 3 distritos: Cuité, Barra de Santa Rosa e Nova Floresta.
Pela lei estadual nº 2077, de 30-04-1959, desmembra do município de Cuité o distrito de Nova Floresta. Elevado à categoria de município.
Pela lei estadual nº 2108, de 08-05-1959, desmembra do município de Cuité o distrito de Barra de Santa Rosa. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.
Pela lei estadual nº 2649, de 20-12-1961, é criado o distrito de Sossego e anexado ao município de Cuité.
Pela lei estadual nº 2758, de 08-01-1962, é criado o distrito de Melo e anexado ao município de Cuité.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1963, o município é constituído de 3 distritos: Cuité, Melo e Sossego.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 17-I-1991.
Pela lei estadual nº 5901, de 29-04-1994, desmembra do município de Cuité o distrito de Sossego. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 2 distritos: Cuité e Melo.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.
Alteração toponímica distrital
Cuitê para Serra do Cuitê alterado, pela lei estadual nº 99, de 18-12-1936.  
Alteração toponímica municipal
Serra do Cuitê para simplesmente Cuité alterado, pelo decreto-lei estadual nº 1164, de 15-11-1938.

O Nome Cuité provém do uso que os índios "cuités", da grande tribo dos cariris ou kiriris, faziam do fruto da coitezeira, utilizado para o fabrico de cuias, gamelas e cochos. No dialeto indígena, Cui quer dizer vasilha e eté, grande, real, ilustre. Esses silvícolas foram aldeados, em 1696, pelo Padre João de Barros.

Bibliografia:

Arquivos da Prefeitura Municipal de Cuité
Assembléia Legislativa do Estado da Paraíba : http://alpb.codata.pb.gov.br/sgdd/
www.google.com.br

Arquivo do blog