14 de janeiro de 2014

BADO VENÂNCIO ACUSA LINDOLFO PIRES DE PROVOCAR ADIAMENTO NA VOTAÇÃO DA LOA

O deputado estadual Bado Venâncio (PEN) disse nesta segunda-feira (13) que a própria bancada do governo foi responsável pelo adiamento da votação da Lei Orçamentária Anual. Segundo o parlamentar, houve um procedimento equivocado por parte do deputado Lindolfo Pires (DEM) para apresentação de novas emendas. “O prazo para se apresentar emendas já havia expirado e gerou todo esse tumulto. O orçamento devia ter sido votado para incluir o que foi determinado pelo STF, sobre os recursos para a defensoria publica. Os demais itens ficariam inalterados. O orçamento já estava em processo de votação quando a proposta do governo foi apresentada e gerou todo esse tumulto”, explicou Bado.


Segundo o parlamentar, o adiamento da votação não surtirá efeito nenhum, pois quando o Secretário de Planejamento comparecer à nova audiência pública irá falar a mesma coisa que disse meses atrás. “Isso é cansativo e pode prejudicar o andamento de obras importantes para o Estado. E isso não pode acontecer, queremos que a coisa funcione, mas também não vamos aceitar que o governo tire recursos que são carimbados, como o da Defensoria Pública, UEPB, Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça e Ministério Público”, disse Bado. 

O deputado afirma que o governo tem que respeitar isso para que as instituições não precisem ir à Justiça pelos seus direitos. “Vamos trabalhar com transparência, mas o governador precisa ter consciência que ele não é dono da razão”, concluiu.


MaisPB com Assessoria

Arquivo do blog