11 de dezembro de 2013

PAPAI NOEL MONSTRO: OPERAÇÃO TEM SUA PRIMEIRA PRISÃO OCORRIDA

Já se encontra recolhido no Presídio de Cuité o primeiro “Papai Noel Monstro”,JOZIÉLHO SILVA conhecido por PIPOCA, que teve Prisão Preventiva decretada pelo Juiz da Vara Criminal da Comarca de Cuité, Dr. Anyfrancis Araújo da Silva, cuja prisão foi Representada pelo Delegado Durval Barros, que comanda a Operação Policial, que tem como objetivo identificar e prender pais biológicos e padrastos, que abusam
sexualmente das filhas ou 
enteadas, na área circunscricional das Delegacia de Cuité e Nova Floresta.


A Operação age em pareceria com os CONSELHOS TUTELARES, CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL (CREAS) e CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL (CAPS),com apoio irrestrito do Ministério Público e do Poder Judiciário da Comarca de Cuité, não obstante da Polícia Militar, porque segundo o Delegado Durval Barros “... sozinho eu não faço nada”.


JOZIÉLHO SILVA é pai biológico das adolescentes GLS de 12 e NLS de 11 anos de idade, o abuso sexual teve início o ano passado na cidade de Cristalina-GO, onde a família residia, onde o monstro exibia o pênis para as adolescentes, se masturbando e obrigando, sob ameaças de espancamento, inclusive, de  morte, caso as mesmas denunciassem para a genitora.


Na sequência o “monstro” começou a acariciar os seus e a genital das filhas, por cima das roupas, contudo já tentado despir as adolescentes, inclusive, uma delas quando tomava banho, foi, à força, acariciada. 


Em abril deste ano, a família retornou para Nova Floresta, onde os abusos tiveram solução de continuidade, como ocorreu nos dias 03 e 04 deste mês de dezembro, antes que as filhas fossem pra o colégio.


Por não mais suportar os abusos, as adolescentes confessaram para a uma colega de Colégio, toda história triste que venha se passando em suas vidas, cujas colegas levaram ao conhecimento de suas genitoras e de imediato chegou ao conhecimento da genitora das vítimas.
O Caso, a princípio, foi levado ao conhecimento do Conselho Tutelar, do CREAS e CAPS, em seguida da Autoridade Policial Dr. Durval Barros e do Promotor de Justiça Dr. Eduardo Freitas.


O Inquérito Policial foi instaurado, após a oitiva das vítimas, genitora e Testemunha o Delegado Durval Barros Representou pela Prisão Preventiva do acusado, o qual já se encontra recolhido no Presídio de Cuité à disposição da Justiça, após cumprimento do mandado de prisão pela Polícia Militar.


Outros casos de abusos sexuais por pais e padrastos, estão sendo investigados pelo Delegado Durval Barros, inclusive, com nascimento de filhos nos âmbito familiar.


Há mais de um mês, o Delegado Durval Barros, investigou e prendeu um padrasto que vinha abusando sexualmente da enteada há seis (06) anos, isto é, desde dos nove (09) anos de idade, também sob ameaças e neste caso, apurar-se a possível participação da própria mãe que se manteve em sigilo e informes noticiam de que a mesma está tentando um empréstimo junto a uma Agência Bancária, para custear honorários de advogados.


A Operação desencadeada pelo Delegado Durval Barros, precisa de informações de vizinhos, das vítimas, genitoras e da sociedade em geral, para coibir este mal, que tem se enraizado no seguimento mais precário da sociedade de Nova Floresta, a classe pobre.


Telefones para contatos:  Polícia Civil (3372-2431 - 3374-1164  -  197),  DISK 100,   Polícia Militar (3372-2103  - 190)

Fonte Portal NfAGORA com Delegacia de policia

“PAPAI NOEL QUE NENHUMA ADOLESCENTE GOSTARIA  DE TER”


Arquivo do blog