4 de outubro de 2013

NO SEU PRIMEIRO DISCURSO COMO DEPUTADO ESTADUAL BADO APRESENTA PLEITOS QUE SERÃO DISCUTIDOS NA ASSEMBLEIA E DESTACA INVESTIMENTOS NA SAÚDE

No seu primeiro discurso como deputado estadual na Assembleia Legislativa da Paraíba, nesta quinta-feira (03), o ex-prefeito de Cuité Osvaldo Venâncio (Bado - PEN) apresentou aos parlamentares vários pleitos que serão cobrados ao Governo do Estado na tribuna da Casa de Epitácio Pessoa. 

Na sua fala, citou os repasses da prefeitura de Picuí para o Hospital Regional, o tratamento de pacientes fora de domicílio e as obras do estado paralisadas na região. O parlamentar ainda falou sobre os poços perfurados e não instalados, a reforma da Escola Estadual Vidal de Negreiros, de Cuité,  e do Hospital Regional de Picuí.

“O governador vem falar da construção do Hospital Regional de Santa Rita, uma obra de R$ 65 milhões que vão construir em um ano e seis meses, mas a reforma do Hospital Regional de Picuí que é referência para os nossos 14 municípios está se arrastando há dois anos e meio e não se conclui nunca”, declarou Bado.

Em seguida o parlamentar falou sobre o tratamento fora de domicílio. “Vou cobrar a falta de transportes para o tratamento dos pacientes fora de domicílio do estado da Paraíba que é uma obrigação do Governo do Estado e está compactuado na bipartida estadual. Não é responsabilidade dos municípios que hoje já pega um grande peso que é o de bancar o tratamento dentro do estado”, disse o deputado.

Ainda na área da saúde o ex-prefeito de Cuité prometeu requerer ao secretário de saúde do estado informações sobre a falta de repasses do recurso que o município de Picuí recebe e que deveria ser repassado para a média e alta complexidade hospitalar.

“O governador Ricardo Coutinho disse ao lado do ex-prefeito de Picuí, Buba Germano, que é crime de irresponsabilidade a falta de repasse dos recursos para os hospitais. A minha região deixou de fazer cirurgias eletivas, cirurgias de ortopedia e cirurgias de catarata porque há mais de seis anos esse recurso não vem sendo repassado. O governador não pode usar dois pesos e duas medidas, nem o secretário de saúde, o senhor Waldson de Sousa”, concluiu o parlamentar.

Após a sessão, Bado participou do programa ‘Rádio Verdade’, na Rádio Arapuan FM, onde saudou os paraibanos, apresentou seus projetos e respondeu as perguntas dos radialistas Nilvan Ferreira, João Costa e Petrônio Torres.

Flávio Fernandes

Arquivo do blog