3 de julho de 2013

Em Cuité, Veneziano é recebido por lideranças e lamenta falta de ações do Governo do Estado no Curimataú paraibano

O pré-candidato a Governador da Paraíba pelo PMDB nas eleições do ano que vem, Veneziano Vital do Rêgo passou o dia ontem (02) na cidade de Cuité, no Curimataú paraibano. Em Cuité, Veneziano concedeu entrevista ‘ao vivo’ na Rádio Cuité FM, gravou entrevistas para outras emissoras e, depois, almoçou com lideranças políticas da cidade e região.
Na entrevista a Jaqueline Oliveira, da Cuité FM, Veneziano lamentou a falta de ações do Governo do Estado no Curimataú paraibano, o que compromete seriamente, segundo ele, o desenvolvimento econômico dos municípios. Ele também criticou a leniência do governo em áreas importantes, como Saúde, Educação, Geração de Emprego e Renda e Segurança Pública.
“Nós queremos um estado mais dinâmico, mais eficiente, onde as pessoas se sintam mais seguras, que não observemos fatos como o de Princesa Isabel, que foi invadida e tomada, recentemente, por mais de 50 homens, em razão da falta de segurança, de terem sido retiradas as barreiras de fronteiras, o que foi, inclusive, um dos compromissos de campanha do então candidato Ricardo Coutinho, que não foi cumprido”, lembrou.
Segundo Veneziano, a Segurança Pública na Paraíba “é uma calamidade”. “A Paraíba tem hoje um déficit superior a 11 mil policiais. Vimos em rede nacional um relatório do Ministério da Justiça mostrando que um policial militar na Paraíba tem que fazer rodízio de coletes e de armas porque não tem equipamentos para todos. Vimos neste final de semana, em João Pessoa, ocorrerem treze assassinatos. É um absurdo”, disse Veneziano.
Gestão responsável - Veneziano disse ainda que a Paraíba “precisa ser vista com olhos de responsabilidade pelo seu gestor e não ficar com as máximas promessas em períodos eleitorais, dizer que vai transformar a Paraíba em quatro anos, construir 40 mil casas, ter as melhores relações com o servidores estaduais, fazer 40 anos em 4”.
Ele criticou a falta de diálogo com os servidores e as decisões de retirar conquistas históricas dos funcionários públicos estaduais. “Agora mesmo nós vimos que o Governador vetou as conquistas para os servidores públicos que foram apresentadas pelos parlamentares na Assembleia Legislativa e logo em seguida conseguiu da sua bancada que esses vetos fossem mantidos. Isso é o que devemos lastimar”.

Após a entrevista, Veneziano foi recebido para um almoço com o ex-prefeito da cidade e ex-deputado estadual Bado, além do Presidente da Câmara Municipal, vereador Geraldo Leite (PMDB), dos vereadores Evanilson e Renan Furtado (PR), além do Secretário de Saúde do Município, Gentil Palmeira e outras lideranças locais e de outras cidades do Curimataú. A Prefeita Euda Fabiana não pôde participar do almoço, pois estava em audiências, em João Pessoa.

Fonte: Gutemberg Cardoso.





Arquivo do blog