21 de novembro de 2012

Radar pega quase dois mil motoristas na Paraíba


Radar pega quase dois mil motoristas na Paraíba

Quase 2 mil veículos foram flagrados, na Paraíba, com velocidade acima da máxima permitida pelos três radares móveis utilizados durante a Operação Proclamação da República realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). As fiscalizações ocorreram entre a última quarta-feira e a meia-noite do domingo. Ao todo, foram 1.979 infrações durante as 120 horas de operação, o que representa uma média de 16,49 flagrantes a cada 60 minutos. Três pessoas morreram e 24 ficaram feridas nos 56 acidentes registrados. No mesmo período de 2011, foram 70 acidentes, com 26 feridos e dois mortos.

O trecho mais crítico do Estado fica entre o km 44 e o km 52 da BR-230, uma reta entre João Pessoa e Campina Grande, sendo o km 45 onde sempre ocorre o maior número de flagrantes. A multa varia entre R$ 85,13 e R$ 574,62, conforme a velocidade excedida. A infração está prevista no Artigo 218 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

“O número de flagrantes é muito alto e poderia ser até dez vezes maior se os radares ficassem ligados 24h. As pessoas estão condicionadas a respeitar o limite de velocidade apenas quando há radares fixos. Se não tiver, aceleram e esquecem os riscos”, observou o inspetor Genésio Vieira, do Núcleo de Comunicação Social da PRF.

Ele explicou que os motoristas precisam observar as orientações da sinalização. Porém, como muitos ignoram as regras de trânsito, palestras que fazem parte de um trabalho contínuo da PRF têm sido intensificadas em escolas, universidades, repartições públicas, empresas. A ação reforça as campanhas nas ruas e os alertas feitos na mídia local.

Para dezembro, estão programados comandos, principalmente em locais mais distantes da fiscalização e onde a população tem dificuldade de se comunicar com a PRF. Cuité, Itaporanga e Piancó estão confirmados entre os municípios onde a campanha Cinema na Estrada vai acontecer. Os condutores vão assistir a filmes educativos e receberão orientações.


Arquivo do blog