14 de outubro de 2012

Anderson Silva dá show, vence rival e se despede dos meio-pesados



Anderson Silva parte pra cima de Stephan Bonnar
Se existe um atleta que sabe dar show dentro do octógono, o nome dele é Anderson Silva. Mais uma vez, o melhor lutador do mundo correspondeu às expectativas com uma performance de gala no UFC Rio. O brasileiro não deu chances para Stephan Bonnar neste sábado e levou a melhor com um nocaute no primeiro round.
"Não sou o melhor, mas sou capaz de fazer o que muitos acham impossível”, declarou o astro após a vitória. “Não vou lutar entre os meio-pesados (93 kg). Foi só para salvar o evento e dar espetáculo para vocês. Minha categoria é até 84 kg”, completou o campeão dos médios.
Este foi nada menos do que o 16º triunfo seguido de Anderson Silva no UFC, um recorde absoluto da franquia – sendo seu terceiro na categoria meio-pesado. Agora, o campeão dos médios conta com um cartel de 33 vitórias e quatro derrotas – sendo a última delas em 2006.
Quando a luta começou, Bonnar adotou a mesma estratégia de Chael Sonnen e partiu para em cima em busca das quedas. Mas Anderson mostrou excelente defesa e não foi ao chão em nenhum momento do combate.
Quando conseguiu se livrar da pressão do americano, Anderson começou o show. Baixou a guarda e ficou parado esperando os ataques de Bonnar como se não se importasse com os socos. Até que o brasileiro acertou uma forte joelhada de esquerda no corpo do adversário e o mandou para a lona no mesmo instante. Depois, ele só precisou completar com os socos até o juiz interromper a luta.
Vale lembrar que o duelo desta noite não valeu o cinturão dos médios do UFC, pois ele aconteceu entre os meio-pesados. Anderson e Bonnar foram chamados de última hora para substituir José Aldo e Frankie Edgar por conta de um acidente de moto do brasileiro – e o Aranha não conseguiria baixar para os 84 kg de sua categoria a tempo.
O triunfo do de Silva no peso de cima também serviu para aumentar a pressão em torno de uma possível superluta contra Jon Jones. O problema é que Anderson já declarou inúmeras vezes que não tem interesse no desafio. Ao invés disso, ele deverá enfrentar agora outro campeão do UFC: a estrela canadense Georges St-Pierre.

Arquivo do blog