17 de setembro de 2012

Após 119 dias de greve, UFPB retorna hoje com protesto


Foto: reprodução Facebook ( Adufpb)
Protesto ocorre hoje de manhã
Após 119 dias de greve, os professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) retomam as suas atividades hoje, com um protesto. Durante esta tarde, eles realizarão um ato público, que iniciará no Centro de Vivência do campus I de João Pessoa e encerrará no Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA). Amanhã, às 9h, o Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) se reunirá no Auditório da Reitoria da UFPB para decidir sobre o novo calendário letivo. Apesar da aprovação de um novo calendário acadêmico acontecer amanhã, a nova proposta coloca como data inicial para o retorno das aulas hoje.
“Os docentes da entidade voltarão a ministrar aulas e a realizar suas outras obrigações acadêmicas normalmente a partir de hoje, independentemente de o calendário escolar 2012.1 ainda não ter sido alterado”, assegurou o pró-reitor de graduação da UFPB, Valdir Barbosa Bezerra.
Segundo ele, a modificação do calendário 2012.1 para os cursos presenciais dos campi de João Pessoa, Areia e Bananeiras propõe o reinício das aulas para hoje e do período 2012.2 em 26 de novembro. Já as alterações para os cursos do Campus Litoral Norte (Mamanguape e Rio Tinto), também colocam para hoje o reinício das aulas do período 2011.2 e em 29 do mês que vem o início do calendário acadêmico 2012.2.
Professores
De acordo com a vice-presidente da Aduf-PB, além da manifestação dos professores da UFPB hoje à tarde, a próxima atividade da categoria será uma assembleia geral no dia 3 do mês que vem com o objetivo de avaliar a paralisação, dos desdobramentos do movimento grevista e atualizar o calendário de lutas. Outro detalhe é que o Comando Local de Greve foi transformado em Comissão de Mobilização para dar continuidade às reivindicações da classe.

Arquivo do blog