11 de julho de 2012

População clama pela volta do programa do leite da PB





Governo do Estado não dá explicação e milhares de famílias carentes amargam a paralisação do programa do leite.
Suspenso em toda a Paraíba sem nem uma explicação convincente por parte do Governo do Estado, o programa do leite deixou milhares de crianças carentes com fome. Acostumados a receber o benefício sem nunca ter sido interrompido, pais e mães estão revoltados com o descaso do governo estadual.
Diariamente dezenas de pessoas usam emissoras de rádios em Sousa, Cajazeiras, Patos e demais cidades do Sertão pedindo explicações sobre o programa do leite, de responsabilidade da Fundação de Ação Comunitária (FAC). Nesta terça-feira (10) uma mulher com quatro filhos procurou a redação do portal Radar Sertanejo para denunciar a problemática. “Meus meninos choram direto pedindo leite e eu não sei mais o que fazer”, desabafou.
Inicialmente o governo informou, através de representantes da FAC, que o problema seria a produção insuficiente de leite no Estado. Mas a verdade é que os fornecedores, que já vendem o leite barato, não estavam recebendo pelo produto vendido ao governo.
O problema estourou depois de investigações da Polícia Federal envolvendo empresas e fornecedores de leite para a FAC. Recentemente o diretor da instituição, Ramalho Leite, afirmou que durante as investigações da PF havia uma ordem da 3ª Vara da Justiça Federal determinava a suspensão do pagamento aos produtores até que fossem concluídas as investigações. Enquanto isso a população fica prejudicada.
Outra preocupação é que devido às irregularidades o programa pode até ser extinto e deixar milhares de pessoas sem o benefício.
Radar Sertanejo

10/07/2012

Arquivo do blog