11 de julho de 2012


Descaso com a Educação: Em São João do Cariri, 366 alunos se encontram sem aulas de Ciências e Biologia.

11/07/2012
 
 
 
 
 
Os alunos da Escola Estadual Jornalista José Leal Ramos em São João do Cariri, se encontram prejudicados nas matérias de Ciências e Biologia, tudo isso acontece em virtude das Professoras Itamara Silveira e Estela Maracajá paralisarem suas atividades, pois as mesmas vinham trabalhando normalmente, desde o inicio do ano letivo, porém sem receber um centavo do Governo do Estado uma vez que, mesmo existindo as vagas na Escola seus contratos temporários não foram renovados. A professora Estela Maracajá está decepcionada, pois segundo ela, tem mais de 26 anos lecionando e nunca passou por tal constrangimento, os alunos lamentam a ausência da professora Itamara Silveira que é uma excelente professora.

Diante da gravidade da situação e a comprovação da violação dos direitos das crianças e adolescentes, garantidos no ECA ( Estatuto da Criança e adolescente ), o caso foi levado ao Conselho Tutelar e segundo os conselheiros já encaminharam um pedido de providência ao Ministério Público ( Promotor de Justiça ), já que o conselho da escola informou que vários comunicados e a documentação das professoras preenchendo os requisitos exigidos para o execício da função, foram encaminhados à Gerência Regional de Educação em Monteiro / PB e até o momento nenhuma providência foi tomada para solucionar o problema.
O ex-diretor da escola Nivaldo Maracajá filho disse que esse foi um dos motivo para seu pedido de exoneração, para ele "é comovente ver duas professaras prestando um bom serviço à escola e não serem remuneradas", além disso ele reclamou de interferência política de pessoas alheia ao funcionamento e finalidade de uma escola, que vinha pressionando (Chantageando) funcionários da unidade escolar.
O professor finalizou dizendo que mesmo não estando na direção vai continuar acreditando e contribuindo para o melhoramento da qualidade do ensino, porém chama a atenção das autoridades educacionais do estado, para o fato, pois, caso não seja adotado nenhuma providência no sentido de evitar que contratos temporários do estado sejam usados "escancaradamente" como moeda de troca para aquisição de votos, o processo de ensino aprendizagem poderá sofrer danos irreparáveis, prejudicando assim toda uma geração de estudante, é triste essa situação, pois desde sua fundação em 1988, a escola sempre foi motivo de orgulho para todos sãojoãoense e agora sofre com essa interferência desrespeitosa e danosa em grau já mais visto em sua história, concluiu o professor Nivaldo.
Cariri de São João

Arquivo do blog