5 de junho de 2012

A polêmica do Açude do Japí


Nos últimos dias um assunto tem preocupado as autoridades e a população do Curimataú Paraibano. A estiagem que assola o Nordeste tem causado consequências drásticas aos interioranos que dependem da terra para sua sobrevivência. As percas são irreparáveis, o gado está morrendo e o povo sofrendo com a falta d’água.

A solução para evitar problemas como esse, seria a construção de barragens e açudes que dessem suporte ao povo em períodos como o que estamos passando.

Em Cuité, um tema que tem sido a Esperança do povo do Curimataú é a construção do Açude do Japí, obra que vem sendo sonhada a mais de 50 anos. Em 2002 ‘na gestão do Ex-Prefeito Bado Venâncio’ foi elaborado o Projeto e enviado ao INCRA, o qual foi orçado em R$ 15 milhões no ano de 2005.

Agora o assunto veio à tona, após avaliação do projeto, o Ministério da Integração Nacional solicitou providências à serem adotadas para que o projeto ande, como a atualização dos valores e a planta do terreno.

Só que agora outro problema tem se misturado as águas do tão sonhado açude, são as declarações da Deputada Gilma Germano (PSB), que afirma que a emenda do orçamento do governo para a retomada do projeto é sua, a Deputada ainda declarou que a obra poderá ser um filho do O.D.E (Orçamento Democrático Estadual).

“No ano passado fui ao Secretário dos recursos hídricos e tive a oportunidade de resgatar esse projeto, me preocupei em colocar uma emenda no orçamento do governo.” Declarou Gilma.

Do outro lado a gestora Cuiteense Euda Fabiana (PMDB), junto ao Secretário e Ex-Prefeito Bado Venâncio (PSL), compraram a briga e rebateram as palavras da Deputada. Segundo o Secretário Bado, quando o mesmo era Prefeito foi encaminhado o Projeto ao então Governador José Maranhão (PMDB), ao INCRA e ao Governador do Rio Grande do Norte. Porém, ao se afastar em 2004 o projeto ficou parado, só voltando agora na atual gestão com o apoio do Senador Vital do Rego (PMDB) e do Deputado Federal Manoel Junior (PMDB).

“Em 2009 quando assumimos corremos atrás desse projeto e eu acredito que esse projeto tem que caminhar suprapartidário, porque é uma coisa importante que nós não devemos olhar cor e sim a população, pois vem trazer benefícios pra todos nós.” Declarou a Prefeita Euda Fabiana.

Enquanto a Deputada Picuiense segue em defesa do Governo do Estado e vive na teoria, a Prefeitura de Cuité larga na frente mais uma vez em busca da execução do projeto. Na última quarta (30), foi realizada uma reunião com moradores do assentamento onde será construído o “Açude”, com a Pastoral da Terra, Incra, Secretarias e Prefeitura Municipal, para juntos elaborar um documento e reenviar ao Ministério da Integração Nacional para o estudo e execução da obra.

“A Prefeita Euda tem trabalhado muito por Cuité e abraça todos os projetos que venham também atender a nossa região como um todo, porque é assim que nós pensamos, somos irmãos, nós somos uma só gente que precisa crescer em termos de região.” Concluiu a Prefeita Euda Fabiana.

Vale salientar que diante de uma obra tão grande como essa que atenderá e beneficiará toda a nossa região, deve-se esquecer bandeiras e partidos o povo precisa de água, para sua sobrevivência, para sobrevivência animal e para a sobrevivência das lavouras.

É hora de dar as mãos em prol da nossa gente, que embora com dificuldades, tem esperança e ainda acreditam no poder público como órgão que defende e luta pela sociedade.

Flávio Fernandes com o “De olho no Curimataú”

Arquivo do blog