23 de março de 2012

Conselheiro de Cultura, Dimas Ribeiro, fala de como será sua atuação frente ao Conselho Estadual de Cultura


 
O Conselheiro de Cultura, o senhor Dimas Ribeiro, foi empossado na última quinta-feira(22), e agora fala de como será sua atuação frente ao mesmo.

 

“Esse conselho também nos insere no Sistema Nacional de Cultura por cumprirmos todas as etapas, que são: ter uma secretaria, um fundo de cultura e o conselho instituído. O próximo passo agora é construir o plano estadual de cultura, tendo um pensamento planificado e pacificado com a sociedade”, comentou. 

 

“Irei levar para o CONSECULTPB, a experiência de quem vem de um município onde a sociedade civil organizada, lutou, esbravejou e construiu desde o ano de 2008, através da Carta de Cultura Maestro Móca, da qual fui proponente e signatário, o seu Sistema Municipal de Cultura, um dos primeiros do País”, explicou. 

 

Falando sobre Cuité o Conselheiro frisou: “Não vamos olhar para trás, quando nos idos de 2008, os projetos de Lei do Conselho Municipal de Cultura e Plano Municipal de Cultura, proposto por nós da sociedade civil organizada, foi prontamente aprovada pela Câmara Municipal de Cuité, mas só teve a sua “Sanção Tácita” devido a nossa insistência e articulação”. Vamos olhar para o hoje, quando a Prefeita Euda Fabiana, o Secretário de Cultura: Maurílio Macêdo e o Conselho Municipal de Cultura, através do seu Presidente o Sr. Jeancarlo de Lima e demais conselheiros, não medimos esforços, para juntos, efetivarmos uma política cultural forte e consolidada em nosso Município”. 


Na Paraíba, apenas 32 municípios têm as ferramentas necessárias para adesão e participação no Sistema Nacional de Cultura, que são: a Secretaria, o Plano e o Conselho de Cultura. Cuité está bem a frente dos demais municípios, pois atual administração (Euda Fabiana) deu corpo e forma com a posse do Conselho Municipal e a efetivação daquilo que o Plano propõe. “O nosso município já está pronto para consolidarmos a Política Nacional de Cultura, agora é a vez de ajudarmos o Estado da Paraíba a organizar o sistema estadual, e com isso alavancarmos os potenciais que temos de sobra”. Comentou.

Arquivo do blog