17 de novembro de 2011

Polícias Federal e estadual vão agir em conjunto para evitar rota de fuga de traficantes para PB

RC e Segurança Pública
O governador Ricardo Coutinho (PSB) se reuniu com representantes da segurança pública no Estado, as polícias Federal e Rodoviária Federal e Ministério Público nesta quarta-feira (16) e traçaram algumas medidas para evitar que a Paraíba seja destino de bandidos.
O governador demonstrou preocupação com as divisas da Paraíba. "Queremos os traficantes fora da rota da Paraíba e, para isso, é necessário um trabalho de inteligência e de integração entre as polícias. Esse encontro foi um passo inicial para garantir a tranquilidade da população”, ressaltou Ricardo Coutinho.
Uma das ações será integrar os trabalhos das polícias federal, civil e militar. O secretário de Segurança do Estado, Cláudio Lima, citou, como exemplo, a integração das operações de fiscalização nas estradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a operação Manzuá, da Polícia Militar.
“Uma das principais medidas acertadas na reunião foi definir estratégias para integrar as ações das polícias buscando identificar possíveis fugas de traficantes para o nosso Estado”, explicou Cláudio Lima.
Além de reuniões quinzenais para o planejamento de ações entre os setores da inteligência das forças policiais com o Ministério Público.
A reunião aconteceu após surgir a notícia de que um dos maiores traficantes do Rio de Janeiro, o “Nem”, havia escolhido a Paraíba como rota de fuga.
Participaram da reunião com o governador Ricardo Coutinho o superintendente da Polícia Federal, Marcelo Cordeiro, o coronel da PM Walgran, Oswaldo Trigueiro e Otávio Melo Neto, representando o Ministério Público Federal (MPF), o inspetor Jéferson Costa, chefe da seção de policiamento e fiscalização da PRF e inspetora Keilla Melo, chefe de comunicação social da PRF.
Priscila Andrade com Giovanni Alves do Jornal Correio

    Arquivo do blog