9 de novembro de 2011

Espep desenvolve ações de acessibilidade para atender pessoas com deficiência


A Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep) está desenvolvendo ações de acessibilidade, adequando seus espaços físicos para atender as pessoas com deficiência visual, auditiva, física e intelectual. A intenção é que a instituição atenda este público de forma plena e, também, que se adapte às exigências das Leis Federais 10.098 e 10.048, de 2000, regulamentadas pelo Decreto 5296/2004.
A escola possui rampas que dão acesso às salas de aula, auditório e refeitório. Este ano, ganhou banheiros e telefone público adaptados e salas sinalizadas em braile. Além disso, implantou em seu calendário o curso de Introdução em Libras, que vem sendo um dos mais procurados pelo servidor público estadual.
O projeto de acessibilidade da Espep está sendo desenvolvido a partir de consultoria prestada pela Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad). “Quando todo o projeto estiver concluído, a Espep vai se tornar referência. Isso não vai só beneficiar as pessoas com deficiência, mas todas aquelas que tenham mobilidade reduzida, idosos e gestantes”, destacou Hellosman de Oliveira Silva, assessor técnico da Funad.
A visão da nova gestão é que a escola seja frequentada por todos os servidores estaduais. “A Espep preocupa-se com a inclusão social. Nosso professor de Libras, por exemplo, é surdo-mudo,” ressaltou André Felisberto, superintendente da instituição.
De acordo com o Censo 2000, com 18,9% da população (720 mil habitantes), a Paraíba é o Estado com o maior número de pessoas com algum tipo de deficiência. “Os dados do Censo 2010 sobre esse segmento ainda não foram divulgados pelo IBGE. No entanto, acreditamos que o novo número da Paraíba aproxime-se de um milhão de habitantes”, disse Hellosman Silva.

Arquivo do blog