21 de setembro de 2011

SES faz rodada de oficinas nos municípios para discutir ações do Pacto Social

A Secretaria de Estado da Saúde está realizando oficinas em todas as Gerências Regionais de Saúde (GRS), com o objetivo de mapear o funcionamento da rede de saúde dos municípios, identificar e solucionar fragilidades, além de regionalizar a prestação de serviços com qualidade no Sistema Único de Saúde (SUS). A próxima oficina vai acontecer nesta quinta (22) e sexta-feira (23) na 7ª GRS, em Piancó.
As oficinas são espaços de debates e combinações entre secretários de Saúde e técnicos das secretarias e hospitais de cada Gerência para orientar e alinhar as ações que serão executadas no Pacto pelo Desenvolvimento Social, bem como aproximar os serviços dos usuários. A última oficina aconteceu nessa terça-feira (20), na 1ª GRS, em João Pessoa, que envolve 25 municípios e três colegiados. Durante a discussão, foi traçado o perfil da saúde na região e apresentada uma proposta de mudança: unificação dos três colegiados da 1ª GRS – Atlântico, Fonte de Água Viva e Vale do Mamanguape –, a fim de fortalecer a oferta de serviços para a população.
A primeira oficina aconteceu no dia 15 deste mês, na 8ª GRS, em Catolé do Rocha, onde foi feito um mapeamento de todos os serviços oferecidos pelos municípios, com a finalidade de possibilitar a parceria entre as instituições para que seja dado suporte eficiente e garantia do atendimento à população.
Com as oficinas, a SES busca também promover o desenvolvimento das 14 Gerências Regionais de Saúde e alinhar o Estado com a política nacional de saúde, unificando as instituições e potencializando a comunicação entre elas. Todos os serviços serão contratados dentro do programa Saúde Cidadã, vinculados ao Pacto pelo Desenvolvimento Social e o Plano Plurianual (PPA) 2012-2015.
Durante os encontros são debatidas as ações sobre temas como a organização da rede obstetrícia, regionalização do Samu, rede de urgência e emergência e apoio a diagnóstico. Ainda é analisada a rede de serviços existente para verificar a necessidade de ajustes e ampliação do sistema. “Também combinamos as responsabilidades de todos os envolvidos na discussão – diretores dos serviços municipais e diretores da SES”, disse a presidente do Cosems e secretária municipal de Saúde de João Pessoa, Roseana Meira.
O secretário municipal de Saúde de Alhandra, Rauly de Barros, destacou a proximidade e a atenção que a SES está tendo com todos os municípios. Ele enfatizou que, a partir das oficinas, o Estado participa como parceiro de forma efetiva, dando suporte e viabilizando estratégias para suprir as carências de cada município. “A Saúde ficava muito isolada em relação aos municípios, mas as cidades têm peculiaridades que as fazem diferentes entre si. Hoje, a SES procura alcançar os municípios de forma coletiva, para que haja um debate generalizado, para que sejam condensadas algumas falhas dos municípios”, observou.
Próximas oficinas
Dias 22 a 23: 7ª Gerência Regional de Saúde em Piancó;
Dia 27: 6ª Gerência Regional de Saúde em Patos;
Dias 27 e 28: 3ª Gerência Regional de Saúde em Campina Grande;
Dias 27 a 29: 4ª Gerência Regional de Saúde em Cuité;
Dia 29: 2ª Gerência Regional de Saúde em Guarabira.

Arquivo do blog