29 de julho de 2011

PROJOVEM ADOLESCENTE FAZ SEMANA DA JUVENTUDE E SAÚDE


Durante este mês as orientadoras sociais do Projovem Adolescente, executaram atividades referentes a “Juventude e Saúde”, com o objetivo de alertar os jovens quanto ao uso de drogas, e doenças sexualmente transmissíveis .Na quinta-feira 21 de julho, tivemos uma palestra sobre “DROGADIÇÃO”, com o jovem Jaymes da cidade de Fortaleza, que visita a nossa cidade, juntamente com outros jovens que fazem parte do Projeto missionário “Alargando as Tendas”, que abordou o tema com muita clareza, apresentou slides que falava sobre as conseqüências do uso de drogas para o corpo humano.

Palestra sobre drogadição – ministrada por Jaymes (Projeto Alargando as Tendas)

Na segunda-feira, 25 de julho, o tema foi debatido mais uma vez com a palestra ministrada pelo profissional do CREAS, o psicólogo Daniel que enfatizou a problemática das drogas com o coletivo da manhã, os jovens participaram tirando duvidas e propondo estratégias para repassar o que aprenderam para outros jovens.

Palestra sobre drogas - Daniel (Psicólogo do CREAS)

Os alunos participaram também de uma palestra educativa sobre DST’s (Doença Sexualmente Transmissiveis). A palestra ministrada pela enfermeira Simiramis Alves, aconteceu na sede do Projovem nos turnos manhã, tarde e noite. O objetivo da palestra foi informar aos adolescentes sobre os riscos das DST’s, como prevenir e até mesmo como tratá-las quando necessário. É uma forma de ampliar mais o conhecimento dos nossos adolescentes, alertando-os sobre os riscos, como evitar as doenças, já que se trata de um publico tão vulnerável as mazelas que assola não só a nossa juventude, mas a sociedade como um todo. Encerrando as palestras da semana, a estudante de Odontologia (UEPB), Joanna Furtado, fará uma palestra sobre saúde bucal direcionada aos adolescentes.

Palestra sobre DST’s - Coletivo tarde

Os alunos também foram beneficiado com conhecimentos básicos sobre (LIBRAS). A Lingua de Sinais tem como abordagem, os seguintes aspectos: entender o que é Libras e sua função; mostrar a riqueza de significado que há na língua; mostrar um pouco da historia desta língua no Brasil; mostrar breves regras gramaticais; disponibilizar: oralidade, escrita e sinalização. Foi com esse entendimento que a Secretaria de Assistencia Social, Vanderlânia Macêdo, incluiu esta oficina no Projovem, embora por um curto espaço de tempo, mas que será de grande proveito, a intenção é transmitir aos jovens a importância sobre a inclusão do deficiente na sociedade e esclarecer que todo individuo é capaz de desenvolver o aprendizado.

Aulas de LIBRAS - Profª Maria Coelho





As aulas tiveram inicio no dia 19 de Julho e se estendeu até o dia 29, nos horários manhã, tarde e noite, paralelo as outras oficinas, o curso foi ministrado pela professora Maria, da cidade de Fortaleza-CE. A mesma explicou sobre a nova lei que exige intérprete de Libras nas grandes empresas e repartições públicas, visando o pronto atendimento ao deficiente auditivo, fato este que valoriza muito aquele que tem curso de Libras em seu currículo. A professora começou mostrando o alfabeto, depois algumas palavras e sinais, estabeleceu diálogos entre eles usando a língua de sinais facilitando a comunicação, no final os alunos fizeram ditado de palavras utilizando-se dos sinais.

Nesta semana também iniciou-se no Projovem as oficinas: Dança com a professora Gleice e Capoeira com o professor Luis Carlos. Sabendo que, tanto a dança como a capoeira, é um canal de descobertas de potencialidades que ajudam na formação da identidade pessoal e coletiva do cidadão. Através destas aulas de dança e capoeira, ou até mesmo do esporte, objetivamos gerar nos jovens uma ação que fortaleça a auto-estima, assim metas e sonhos tornam-se mais fáceis de serem atingidos. Os jovens são portadores de grandes talentos e que precisam de oportunidades para refazer as suas historias e consciência dos gestores a acreditar e apostar na juventude.

Assim, pretendemos dar continuidade as atividades propostas no traçado metodológico, trabalhando os temas transversais e concluindo o Ciclo I, estaremos entrando na nossa segunda fase que é o Ciclo II, onde estaremos focando nas ações que visam à inserção destes adolescentes no Mercado de Trabalho; a partir de um diagnostico das principais viabilidades econômicas e demandas do nosso município.



Postado por: Nikanora Marinho N. Saraiva
 
 
Fonte: http://pbfcuite.blogspot.com/

Arquivo do blog