15 de julho de 2011

Coluna Dema Macedo "9⁰ Batalhão da Polícia Militar"


A Segurança Pública realizou o I Fórum Paraíba Unida Pela Paz nesse mês de Julho, nada mais justo do que pensar nessa união de Picuí e Cuité justamente começando pela segurança, com a permanência do 9⁰ Batalhão da Polícia Militar em Cuité já que a 7ª Regional da Polícia Civil (DRPC) é em Picuí, estrategicamente ocupam parte dos espaços vazios de segurança, mesmo na falta de efetivo policial, mas tecnicamente distribui melhor as operacionalizações de segurança e bem estar-social.

Por decreto n. 31.778 (12 de Novembro de 2010) assinado pelo governo José Maranhão amigo do presidente do PMDB Antonio de Sousa com raízes em Picuí, institui o 9⁰ Batalhão para a cidade da carne de sol, resta-nos apelar ao governo atual enviar mensagem para assembleia alterando esse decreto ou outra ação administrativa legal. Para tanto necessário se faz que as lideranças de Cuité e região apelem à deputada Gilma Germano (PPS) e ao Prefeito de Picuí Buba Germano , aliás tem que pensar pela região como presidente da FAMUP.

A presença da polícia numa cidade inibe a criminalidade, diferente será o contrário. Se alguns pensam que é ruim, pior sem o aparato policial. Nos últimos anos Cuité cresceu  substancialmente  com a construção civil , comércio e campus universitário. A retirada do 9⁰ BPM será um retrocesso na segurança pública da cidade, quiçá da região.

Temos que defender o pleito não por ser cuiteense ou quem nela resida, não por rivalidade entre cidades, pois as gincanas cidade contra cidade já se foram. Mas com elementos fundamentados , em especial por ser uma cidade polo que sedia a 4ª região Geo  Administrativa  e mais densamente povoada  do curimataú. Não venham com papo de não pode modificar o decreto , na política tudo pode, assim se tenha vontade de fazê-lo.

Louvável a câmara municipal de Cuité promover audiência pública na tentativa da permanência do batalhão naquela cidade, sigamos os exemplos dos deputados: Luiz Couto da Paraíba e Fátima Bezerra deputada pelo Rio G. Norte, em breve visitarão Nova Floresta e lutam para implantar uma Escola Agrícola Federal na região. Nada mais justo que seja em Nova Floresta ou Jaçanã, pois Cuité na área de educação foi contemplada com o Campus Universitário (UFCG) e Picuí com Escola Técnica Federal, assim como seria justo Barra de Santa Rosa ganhar uma Escola Técnica Profissionalizante Estadual.

 A questão central é interiorizar as ações possíveis por todas as cidades e assim a deputada Gilma Germano se encontra entre a cruz e espada do batalhão, mas deve fazer valer seu lema de campanha “A Voz da Gente” e essa voz deve ser ecoada pelos quadrantes do Curimatáu, porque se bobear  Cuité  voltará ao ano de 1904 quando a sede do município foi transferida para Picuí.

Arquivo do blog